Publicado em

Ferramentas para um relvado perfeito durante todo o ano ?

Como-ter-o-relvado-perfeito

Manter um relvado em perfeitas condições durante todo o ano pode parecer uma tarefa árdua e morosa.

O corte é uma das tarefas mais importantes para um relvado saudável e confortável. E fazê-lo com as ferramentas certas, no período e forma adequado é fundamental para o relvado perfeito.

Vamos analisar os aspetos mais importantes neste processo para o preparar o seu relvado para um verão em família.

Quando cortar o relvado?

Uma das dúvidas mais frequentes é qual o intervalo de tempo entre cortes.

Não há uma data fixa. A regularidade de corte depende de vários fatores: condições climatéricas, da época do ano em que nos encontramos e da variedade de relva do jardim.

Normalmente, o relvado deverá ser aparado com maior frequência no Verão (1 vez por semana). Durante a primavera e outono será suficiente cortar 2 a 3 vezes por mês. No Inverno a frequência de corte é quase nula.

A melhor altura do dia serão sempre as últimas horas do dia, evitando as horas de maior calor.

Por fim, deverá garantir que o jardim não esteja molhado garantindo dessa forma um corte homogéneo.

A que altura cortar o relvado?

A altura de cada corte é outros dos fatores importantes no relvado. Normalmente este ponto está muito ligado com as atividades praticadas no relvado e gosto dos utilizadores.

Contudo, a altura ideal é entre 5 a 10 centímetros. Seguindo esta recomendação, vai permitir que a relva mantenha a biomassa fazendo com que a relva cresça a um bom ritmo.

Uma altura de corta inferior tem os efeitos contrários.

Quais as ferramentas certas para o corte perfeito?

O uso da ferramenta certa é determinante para um bom corte, corta-relvas ou aparadores de relva são os aliados certos.

Com a corta relva, deve planificar com cuidado as zonas onde irá passar, evitando as viragens bruscas. Procure sempre realizar círculos concêntricos (de fora para dentro).

Em zonas mais complexas o ideal será utilizar um aparador de relva.

Qual a máquina ideal para cortar o meu jardim?

Corta-Relvas Eléctrico.

Vantagem:

Manutenção mínima.

Amigo do ambiente.

Desvantagem:

Necessitam de um fio ligado à tomada.

É necessário ter uma extensão.

Corta-Relvas a Bateria.

Vantagem:

Manutenção mínima.

Amigo do ambiente.

Silencioso.

Portabilidade.

Desvantagem:

Autonomia das baterias.

Baterias Dispendiosas.

Corta-Relvas Manuais e Aparadores.

Vantagem:

Maior precisão de corte.

Maior controlo de corte.

Ideal para espaço pequenos e confinados.

Desvantagem:

Maior esforço fisíco.

Corta-Relvas com tração

Vantagem:

Menor esforço físico.

Ideal para jardins com inclinação.

Desvantagem:

Mais dispendioso.

Corta-Relvas sem tração

Vantagem:

Mais económicos

Desvantagem:

Maior esforço físico.

Quais os cuidados a ter para manter a minha corta relva em perfeitas condições?

Para um corte perfeito é essencial manter a lâmina afiada (afiar a cada 10 a 15 horas de trabalho).

No caso das máquinas a gasolina é fundamental verificar sempre os níveis de óleo e combustível. E na hora de reabastecer o combustível faça-o sempre fora do relvado evitando a contaminação do solo.

Outro aspecto essencial para manter a sua corta relva funcional é a limpeza da unidade de corte. No fim de cada utilização é essencial remover as aparas de relva na unidade de corte, desta forma evita a oxidação da mesma. Periodicamente poderá ainda lubrificar rodas e zona das laminas de corte com um lubrificante de qualidade (exemplo de WD40).